Tratamentos/Indução de Ovulação

Dificuldades para ovular podem ser uma simples causa da gravidez não ocorrer. Quando não há desenvolvimento e/ou liberação do óvulo pelo ovário para ser fecundado pelo espermatozóide, o tratamento consiste em utilizar medicações que estimulam esse processo.

A indução da ovulação é feita por meio do uso de medicações que levam ao desenvolvimento dos folículos - que são o local onde os óvulos se desenvolvem - para que o ovário possa liberar um ou mais óvulos. Uma das drogas que pode ser usada por via oral é o citrato de clomifeno. Já as medicações que contêm FSH são injetáveis. A droga a ser utilizada e os esquemas de administração das mesmas podem variar bastante de acordo com cada caso.

Durante a utilização das medicações, realizamos controles ultrassonográficos que servem para acompanhar o desenvolvimento do(s) folículo(s) e orientar o casal a manter relação sexual num momento mais favorável à concepção. É o que se costuma chamar de “coito programado”. Neste tipo de tratamento, em linhas gerais, utilizamos dois tipos de medicações: uma para estimular o crescimento dos folículos e outra para fazer com que o ovário libere este óvulo, permitindo sua fertilização pelo espermatozóide.